domingo, 26 de fevereiro de 2012

Ensinando os Pequenos e Aprendendo, Estamos Juntos!


Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho, não se desviará dele. Instruir as crianças segundo os objetivos que se tem para elas é um dever de todo aquele a quem Deus permitiu aprender. Seres humanos que somos aprendemos muitas coisas e continuamos aprendendo sempre.

Isso, claro, de modo algum significa que quem ensina se torna responsável pelas escolhas finais de seus pupilos. Cada ser humano faz, no devido tempo, as suas próprias escolhas, sobre as quais não temos poder maior do que aquilo que já fizemos: ensinamos. Isso é coisa que Deus também permite que seja assim!

Desculpa a sinceridade, mas mente que diz que "é Deus quem define os caminhos dos homens" ... , pois quem define o caminho de um homem, é o próprio homem, e Deus apenas permite que a própria escolha desse homem seja soberana. Pela sua infinita bondade, Deus nós permite plantar o que bem entendermos.

A única maneira possível de Deus passar a dirigir os caminhos de um homem é esse homem abrir mão do próprio controle, deliberadamente, e atribuí-lo a Deus, pedindo, convidando, para que Ele o assuma. Pela graça de sua misericórdia, Deus poderá, então, fazê-lo.

Deus nunca me obrigará andar por um caminho do bem e tão pouco tirará o meu pé do caminho que é mau, se eu mesmo procurar trilhar por ele. Se eu quiser, de fato, que Deus me dirija, eu deverei render-me a mim próprio, diante da soberania dEle e entregar-me, como incompetente inútil que sou, para dirigir a mim mesmo ser o controle dEle.

Por isso, eu nunca culparei a Deus, pelos erros que eu fiz, que eu faço e que vier a fazer com minha própria vida, enquanto eu mesmo não estiver absolutamente rendido e insistir, em fazer eu mesmo, o meu próprio caminho e as minhas próprias escolhas, independentes dEle. Pela sua infinita justiça, Deus nos faz colher o que nós mesmos plantamos.

Então se ligue, pois, pra existir história, tem que existir verdade. A vida de ninguém está predeterminada, de modo que tudo é possível e o amor de Deus continua extensível a qualquer um, basta desejar e acreditar. É a minha fé que me realiza, seja para o meu bem ou seja para meu mau.

Eis o que diz o Senhor meu Deus, para mim mesmo, nesta bela manhã de Domingo: "Eis que eu estou a porta e bato ... eu jamais arrombarei a tua porta."

Eu te abençoo! Ani Ma'amim, Hallelujah! Baruch Hashem Adonai!
Licença Creative Commons
Este trabalho de André Luis Lenz, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
 
Licença Creative Commons
Este trabalho de André Luis Lenz, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.