segunda-feira, 24 de maio de 2010

Expansão Perceptiva - PNL e os “Mapas de Mundo”


No sistema de crenças da PNL é impossível ao ser humano conhecer a realidade objetiva, ou seja, como seres humanos, jamais conheceremos a realidade. Nós apenas podemos saber das nossas próprias percepções da realidade uma vez que os nossos sentidos são limitados no espaço, de maneira que uma pessoa, qualquer pessoa, percebe somente uma parte pequena da experiência do mundo que se lhe apresenta.

Nossos sentidos, nossas crenças e a nossas experiências passadas nos induzem a criar um “mapa de mundo” especifico, o qual usamos como guia para interagimos com a realidade de uma dada parcela do mundo a nossa volta. Desta forma podemos dizer que a maneira da pessoa perceber o mundo é filtrada pela sua biologia, pela sua subjetividade, por suas crenças, valores e suposições. Estes filtros formam a construção lógica do mundo da pessoa, o qual por sua vez é dividido em um certo numero de parcelas ou ambientes.

O tempo todo, sob quaisquer circunstâncias e em qualquer ambiente, a mente e o corpo humano interagem entre si e se influenciam de forma mútua. É impossível realizar uma mudança em um, sem que o outro seja afetado e, de alguma forma, reaja. Quando passamos a pensar de uma forma diferente da usual, nossos corpos também mudam, e por sua vez, quando passamos a agir corporalmente de forma diferente, modificamos também nossos pensamentos e por conseguinte os nossos sentimentos. Observe-se atentamente e constate como os nossos pensamentos e sensações afetam de imediato nossa tensão muscular, respiração e sensações. Outro sim, quando agentes externos atuam em nosso corpo de forma provocar alterações fisiológicas, isso afeta também os nossos pensamentos e nosso estado de humor. Quando aprendemos a mudar um deles, por conseguinte, aprendemos a mudar o outro também.

O complexo mente-corpo (neuro) e o que as pessoas comunicam (lingüística), interagem juntos para formar a percepção do mundo, ou os mapas de mundo (percepção). Alguns mapas são melhores que outros para nos orientar num caminho adequado. Geralmente, não é a realidade em si que nos limita ou no dá poder, mas sim, o mapa que nós elaboramos dessa realidade. A PNL é a arte que nos permite por meio de técnicas, mudar esses mapas (programação) para que tenhamos maior liberdade de ação e melhor controle sobre nós mesmos.

Os modelos e técnicas da PNL são baseados na combinação desses princípios, cujo objetivo é possibilitar que uma pessoa recrie seu mapa de mundo com uma maior riqueza, por meio da expansão da experiência e respeitando a nossa própria natureza ecológica e a do mundo em que vivemos.

As pessoas mais efetivas são aquelas que têm um mapa de mundo que lhes permite perceber o maior número possível de escolhas e perspectivas. A PNL é um meio de enriquecer sua visão com relação às opções disponíveis a sua volta e de facilitar as suas escolhas. Trata-se, assim do reconhecimento do inconteste fato de que temos muitas escolhas, combinada com a sabedoria de desfrutarmos de muitas perspectivas a fim de fazermos as escolhas mais adequadas.

Procuramos expandir nosso mapa para termos mais escolhas e quanto mais as tivermos, mais estaremos livres e menos influências negativas sofreremos. A PNL permite o nosso autodesenvolvimento e mudança de postura, para isso primeiro a usamos para mudar a nós mesmos – “Quando eu mudo em mim o mundo muda para mim” – e em segundo lugar para ajudar a melhorar as pessoas que estão a nossa volta. Quanto mais soubermos a respeito de nós mesmo, mais poderemos ajudar os outros também. Exercitando nossa flexibilidade somos capazes de nos colocar em segunda posição. Estar em segunda posição é dar o salto criativo de sua imaginação para compreender o mundo a partir da perspectiva de outra pessoa, pensar de uma forma pela qual ela pensa.

Comportamentos indesejados, reações recorrentes, tais como o uso do álcool, do cigarro e de outras drogas, apresentam de alguma forma um ganho secundário, algo que torna tais adicções prazerosas. Às vezes esses comportamentos oferecem uma resistência maior à mudança. Uma boa opção é produzir escolhas, outras opções que possam fornecer o mesmo prazer que a atividade indesejada proporciona a fim de substituí-la. Toda grande mudança é caracterizada pelos seguintes eventos:

1. O Desejo - O seu desejo. Sinta-se merecedor daquilo. Você possui todos os recursos que precisa para atingir o nível de mudança desejado. Esta meta é possível e você pode chegar lá;

2. O Problema - Este é o estado atual. Como você se encontra agora. O que precisa ser mudado para a natureza restaurada em equilíbrio ecológico completo. Estabeleça um problema de cada vez e se esse for muito grande, divida-o em partes, para tornar mais fácil sua resolução;

3. A Boa Formulação de Objetivos - Nesta etapa você vai se programar. Traçar seu plano de ação para conseguir o resultado desejado. Liste todas as ações possíveis para você e não se esqueça da ecologia;

4. A Ação – A partir do plano traçado, é hora de partir para a ação. Comece gradativamente a executar passos e vá anotando todos os ganhos que você obter. Parabenize-se quando tiver um resultado positivo. Se for preciso use sua flexibilidade e altere o plano;

5. A Revelação – À medida que suas ações forem praticadas, seu comportamento automaticamente irá mudando. Você poderá não perceber, mas os outros a sua volta sentirão a mudança e lhe darão um retorno disso;

6. O Auto-Conhecimento – Aprenda com isso. Transforme a experiência negativa em recursos. Eles serão úteis para você e para os outros.

Possuímos três maneiras para orientar nossos pensamentos:

1. Captar as informações do mundo externo;
2. Lembrar das informações que já estão em nossa mente, ou;
3. Construir uma informação a partir de fragmentos.

O quadro abaixo mostra como podemos gerar comportamentos e ações:


Com isso podemos organizar nossas ações e pensamentos em prol de uma mudança positiva. Comece pequeno, mas aja. Aja com eficácia, faça as coisas mais importantes primeiro e nós sabemos o que é mais importante. Você é o principal responsável pelo seu sucesso pessoal e profissional. Não fique esperando pela iniciativa alheia, tome você mesmo a responsabilidade pelos seus desejos, movimente o leme e mude o curso para navegar o rio da vida.

Eu, particularmente, tenho experimentado muito bons resultados por aplicar tais técnicas à minha própria recuperação e crescimento humano e na verdade, digo mais: tenho mesmo a percepção de que agora, só por hoje, eu estou em crescimento e expansão emocional, perceptiva e mental e me sinto muito grato e satisfeito por poder escolher compartilhar esses conhecimentos, aqui, com vocês.

Tenham todos bons momentos e boas percepções!
Licença Creative Commons
Este trabalho de André Luis Lenz, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.
 
Licença Creative Commons
Este trabalho de André Luis Lenz, foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.